Anastasia Vlasova/EFE
Anastasia Vlasova/EFE

Rebeldes ucranianos retiram armas pesadas da linha de combate

Combatentes separatistas do leste da Ucrânia transferiram nesta sexta-feira lançadores de foguete para um local a 70 quilômetros da linha de combate com as forças do governo. Trata-se da primeira ação de cumprimento do cessar-fogo, assinado no início do mês.

Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2015 | 10h21

Nesta manhã, jornalistas da Associated Press seguiram quatro caminhões que carregavam lançadores Grad do reduto rebelde de Donetsk para uma fábrica de cimento na vila de Novoamvrosiivske, perto da fronteira russa.

A retirada de armamentos pesados deveria ter começado mais de uma semana atrás, de acordo com um acordo fechado pelos líderes da Rússia e da Ucrânia para encerrar os combates em território ucraniano, que deixaram cerca de 5.800 mortos desde abril de 2014.

O processo é supervisionado por centenas de monitores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), que reclamou que os dois lados do conflito adiaram e dificultaram a retirada das armas. Os quarto lançadores de foguetes transferidos por forças rebeldes nesta sexta-feira representam apenas uma pequena fração do poder de fogo que, acredita-se, esteja à disposição dos separatistas.

Autoridades separatistas dizem que já vêm retirando armamentos há vários dias, mas não há confirmação independente a respeito da afirmação. Os combates têm se reduzido notadamente nos últimos dias, o que indica que algum processo foi conquistado na interrupção das hostilidades. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniarebeldesretiradaarmas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.