Rebeldes ucranianos tomam aeroporto de Donetsk

Rebeldes no leste da Ucrânia aparentemente tiveram sucesso em fechar o aeroporto controlado pelo governo em Donetsk, nesta quarta-feira. Pelo menos dez pessoas foram mortas em áreas residenciais próximas ao aeroporto atingidas pelo fogo cruzado. O ato descumpre mais uma vez um acordo do último mês.

Estadão Conteúdo

01 de outubro de 2014 | 17h29

Segundo um repórter da agência de notícias Associated Press, os tiros que atingiam a região estavam vindo de posições controladas pelo governo nos arredores da cidade, o que indica que o aeroporto não está mais sob controle de Kiev.

O porta-voz do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia, Andriy Lysenko, afirmou que o aeroporto ainda estava sob controle de tropas do governo que estavam "cumprindo seu dever brilhantemente".

O líder rebelde Alexander Zakharchenko, contudo, afirmou à agência de notícias russa Interfax que rebeldes controlaram 90% do aeroporto, que tem sido o foco do pior conflito na região nas últimas semanas. "Em duas ou três dias, no máximo, o aeroporto de Donetsk vai estar sob nosso controle". Afirmou.

Em Moscou, o ministro de Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, pediu ao Ocidente para voltar as atenções para as alegações de mortes em massa de civis no leste da Ucrânia. "É uma tragédia terrível. É uma crime de guerra óbvio", afirmou. "Esperamos que os as capitais do Ocidente não fiquem em silêncio sobre esses fatos ultrajantes". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.