Rebelião em cadeia termina com 13 mortos no Iraque

A polícia iraquiana afirmou hoje que seis funcionários do setor de segurança e sete prisioneiros morreram em um confronto após uma tentativa de fuga em uma cadeia na cidade de Ramadi. O major-general Tariq Yousif, chefe de polícia da província de Anbar, disse que quatro prisioneiros conseguiram escapar durante a confusão. Yousif afirmou que um prisioneiro que dividia cela com outras 11 pessoas pediu ao guarda que o deixasse ir ao banheiro. Quando o guarda abriu a porta da cela, os prisioneiros o atacaram, pegaram seu rifle e mataram o policial. O chefe de polícia disse que todos os prisioneiros envolvidos na rebelião são supostos insurgentes da rede extremista Al-Qaeda no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.