Rebelião se espalha pelo Iraque; radicais tomam Najaf

A rebelião no Iraque continua a ganhar força em regiões xiitas do sul - com Najaf agora sob cotnrole de uma milícia radical - e no chamado triângulo sunita, a oeste de Bagdá. A milícia Brigadas Mehdi, liderada pelo clérigo radical Muqatda al-Sadr, tomou edifícios públicos, delegacias de polícia e a mesquita Imã Ali na cidade xiita sagrada de Najaf, ao sul de Bagdá, segundo a emissora de TV a cabo americana CNN e o diário britânico The Times.Procurado e declarado ?fora-da-lei? pelas forças americanas, Al-Sadr deixou hoje a vizinha cidade de Kufa e está em Najaf, sob a proteção de centenas de milicianos. A meta do clérigo, de acordo com a página de internet de seu grupo, é refugiar-se na mesquita Imã Ali, o templo mais sagrado dos xiitas. De acordo com o Times, não eram vistos em Najaf nem policiais iraquianos nem tropas da coalizão liderada pelos EUA, apenas as milícias, em trajes pretos e carregando fuzis AK-47. As brigadas se apoderaram de armas e carros e declararam que a sharia, a lei islâmica, está em vigor.Um balanço da Associated Press no começo desta noite indica que desde domingo foram mortos mais de 130 iraquianos, 29 soldados americanos e um salvadorenho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.