Recall de brinquedos faz empresário se suicidar na China

Chefe de fábrica da Mattel se enforcou por 1,5 milhão de produtos devolvidos com excesso de chumbo

Vivi Lin, Reuters

13 de agosto de 2007 | 16h42

O chefe de uma fábrica de brinquedos chinesa envolvida em um recall da Mattel enforcou-se, informou nesta segunda-feira, 13, a imprensa local. Os produtos da fábrica continham níveis excessivos de chumbo, substância que foi ligada a problemas de saúde em crianças, incluindo danos cerebrais. Zhang Shuhong, empresário de Hong Kong na faixa dos 50 anos e à frente da Lida Toy Company, foi encontrado morto na oficina da fábrica no sábado, segundo um diário semi-oficial. Cerca de 1,5 milhão de brinquedos infantis feitos pela Lida Toy, contratada pela unidade Fisher-Price da Mattel, sofreram recall em diversos países na semana passada. Segundo nota divulgada pela empresa no Brasil, os produtos vendidos no país não pertencem aos lotes em questão. O caso dos brinquedos foi o mais recente relacionado à segurança de produtos fabricados na China. A agência de controle de qualidade chinesa proibiu a Lida de exportar, mas a companhia não estava disponível para comentar o caso.

Tudo o que sabemos sobre:
China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.