Receita de cartel é similar à do Facebook

A revista do New York Times estimou em US$ 3 bilhões o faturamento anual do Cartel de Sinaloa, chefiado por Joaquín "El Chapo" Guzmán. A receita é similar à do Facebook. A cocaína comprada pelo cartel por US$ 2 mil na América do Sul é vendida a US$ 100 mil nos EUA. Guzmán foi comparado ao colombiano Pablo Escobar.

O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.