Receita Federal dos EUA invade mesquita na Filadélfia

Agentes do IRS - a Receita Federal americana - invadiram uma mesquita e duas casas na Filadélfia, prendendo um clérigo muçulmano por questões de imigração, dizem testemunhas e autoridades. Os agentes executavam um mandado de busca contra a Sociedade Islâmica Ansaar Allah, uma casa adjacente e uma terceira residência mais afastada, segundo o porta-voz do IRS, Skip Bedics. Ninguém foi detido sob acusação de crime, mas as autoridades de imigração mantiveram Mohamed Ghorab, um egípcio que atua como imã da mesquita, sob custódia. Agentes do FBI também estavam a postos para a operação mas, segundo a porta-voz Jerri Williams, eles marcaram presença apenas para oferecer apoio. Willimas não quis disvutir detalhes do caso, dizendo apenas que não há ?conexão direta com terrorismo?. A mulher de Ghorab, Meriem Moumen, disse que homens armados agarraram seu marido depois que o casal deixou a filha numa escola próxima. ?Fomos tratados como cães?, queixou-se.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.