Recessão fecha único hospital de ilha grega

Os cerca de 20 mil habitantes da ilha grega de Limnos devem perder o único hospital do lugar. A crise econômica do país levou a administração do centro de saúde a fazer cortes de gastos, mas as medidas não foram suficientes e o local fechará as portas.

O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2013 | 02h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.