Reconstrução do Iraque acirra competição internacional

As empresas internacionais se vêem envolvidas em uma dura concorrência em busca de subcontratos no âmbito da reconstrução do Iraque. O Grupo Bechtel, o primeiro a vencer uma licitação aberta pela Agência de Desenvolvimento Internacional dos EUA (Usaid), recebeu centenas de pedidos de empresas interessadas em participar da reorganização do país. Na primeira etapa dos "colóquios itinerantes", promovida hoje em Washington, a empresa de São Francisco foi assediada por representantes de diversas companhias. A reconstrução do Iraque é uma tarefa que atrai muitas empresas, levando-se em conta que, como primeira contratada, a Bechtel recebeu da Usaid US$ 680 milhões para encaminhar, num prazo de 18 meses, a reorganização de toda a infra-estrutura iraquiana. Segundo as previsões, o projeto de reconstrução do país árabe é o mais importante desde os tempos do Plano Marshall, lançado no final da Segunda Guerra mundial para reconstruir a Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.