Recrutador da Al-Qaeda preso na França

Autoridades francesas prenderam um alemão acusado de ser um agente de recrutamento da rede terrorista Al-Qaeda. Christian Ganczarski foi capturado segunda-feira no aeroporto Charles de Gaulle. Ganczarski também estaria ligado ao ataque suicida de abril de 2002 contra uma sinagoga na Tunísia, onde morreram 21 pessoas. Autoridades alemãs permitiram que Ganczarski deixasse o país em dezembro porque não havia ainda provas suficientes contra ele.O alemão tornou-se suspeito de terrorismo depois que um rastreamento telefônico mostrou que ele era o destinatário de uma ligação feita por Nizar Naouar, principal acusado pelo ataque na Tunísia e que, acredita-se, morreu no atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.