Redator de jornal malaio renuncia por publicar charges

O redator-chefe do jornal malaio Sunday Tribune renunciou a seu cargo por publicar uma das charges do profeta Maomé cuja publicação na Europa desencadeou uma onda de protestos no mundo islâmico.Em comunicado publicado no domingo na primeira página, o Sunday Tribune manifestou seu "profundo sentimento sobre a publicação não autorizada" de uma das caricaturas polêmicas por um de seus redatores-chefe, cuja identidade não foi divulgada."O editor e o comitê editorial do Sarawak Tribune acham que não há razão para publicá-la e sentem muito", declarou no comunicado a matriz do Sunday Tribune, destacando que "de nenhuma maneira a caricatura deveria ter sido publicada".A charge, que o primeiro-ministro malaio Abdullah Ahmad Badawi denunciou como "uma obra de provocação premeditada", foi publicada na página 12 da edição de sábado do jornal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.