Rede de apoio à Al Qaeda no Magrebe é desarticulada na Argélia

Grupo é acusado de dar apoio logístico e obter informações para as células da Al Qaeda no Magrebe Islâmico

Efe,

12 de janeiro de 2008 | 13h42

A Argélia conseguiu desarticular uma grande rede de apoio à organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), na conflituosa região da Cabília, revela neste sábado, 12, o jornal El Khabar. A rede, desmantelada há poucos dias na província de Tizi Ouzou, era composta por dez integrantes, todos eles detidos e levados à Justiça. Segundo a publicação, o grupo é acusado de dar apoio logístico e obter informações para as células da AQMI que operam nas regiões de Boghni, Draa El Mizan, Ouadhias e Ain El Hammam. Os primeiros resultados dos interrogatórios indicam que a rede desarticulada está vinculada aos recentes atentados suicidas cometidos na Cabília. No último dia 2, quatro policiais morreram e cerca de 20 ficaram feridas num atentado contra a delegacia do povoado de Naciria, no departamento de Boumerdès.

Tudo o que sabemos sobre:
Al Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.