Reduto de pandas é devastado por terremoto na China

A região selvagem da China, que abriga amaior parte da população mundial de pandas gigantes sofreusérios danos com o terremoto do mês passado, disse a mídiaestatal nesta quinta-feira. Pelo menos 8 por cento do hábitat da espécie ameaçada foicompletamente destruído e especialistas ainda não puderamestimar o número de vítimas, disse a agência de notíciasXinhua. Apenas 1.590 pandas ainda vivem em ambientes naturais,todos na China, e cerca de 1.400 estavam na Província deSichuan, no sudoeste do país. "As densas florestas cobrindo estes lugares se tornaramagora terras descobetas", disse Yan Xun, uma autoridade daadministração estatal de florestas. "Deslizamentos de terra edestruição de florestas ameaçam seriamente as vidas dos pandassobreviventes." Cavernas e árvores ocupadas pelos pandas podem terdesmoronado, pedaços de terra provavelmente poluíram as águasda região e caminhos para suas fontes de alimentação podem tersido bloqueados, disse a Xinhua. "Ainda é muito perigoso para nossas equipes se deslocarem aesses locais. Quando as condições permitirem, faremos buscaspor pandas feridos que precisam de cuidados", disse Yan. O terremoto também devastou o centro de pesquisa de Wolongem Sichuan, a reserva de preservação de pandas mais importantedo mundo, matando um urso e deixando outro ainda desaparecido. (Reportagem de Simon Rabinovitch)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.