Refém foi decapitado, dizem seqüestradores

Os guerrilheiros islâmicos do grupo AbuSayyaf, que mantém cerca de 30 reféns no sul das Filipinas,garantiram hoje que decapitaram um dos cativos, onorte-americano Guillermo Sobero. O porta-voz do grupo, Abu Sabaya, disse em entrevistatelefônica concedida à rádio local RMN: "Executamos GuillermoSobero como presente ao país em seu dia de independência",comemorado em 12 de junho. Os militares filipinos não confirmaram nem desmentiram ainformação. Sobero, de 48 anos, nasceu em Corona, Califórnia, e é um dostrês norte-americanos mantidos pelos rebeldes junto a um grupode filipinos. O seqüestro ocorreu em 27 de maio, numa localidadeturística do arquipélago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.