Refém francesa libertada pelos talebãs deixa Afeganistão

A francesa libertada no sábado, 28, pelos talebãs após 24 dias de cativeiro deixou o Afeganistão rumo a Paris, informou neste domingo o Ministério de Exteriores da França.A diplomacia francesa não quis revelar dados do vôo da jovem para preservar sua intimidade, lembrando que ainda há um cidadão francês nas mãos dos talebãs.O Ministério também não confirmou se os nomes surgidos na imprensa correspondem aos dois voluntários da ONG Terre d´Enfance seqüestrados no último dia 3 no sudoeste do Afeganistão, juntamente com três cidadãos afegãos.A imprensa local disse que os dois franceses seqüestrados eram Céline Cordelier, libertada no sábado e Eric Damfreville, que ainda está nas mãos dos talebãs.Os seqüestradores, que reivindicam a retirada das tropas francesas do Afeganistão e a libertação de alguns talebãs que estão presos, adiaram no sábado, 28, o ultimato feito há poucos dias com a ameaça de matar os reféns se suas exigências não forem cumpridas.Além de libertar Céline, os seqüestradores deram a Paris uma semana suplementar, duas ações apresentadas por eles como "gestos de boa vontade".Em uma emocionada entrevista coletiva em Cabul, Céline pediu, entre soluços, a libertação dos quatro seqüestrados, lembrou que seu companheiro viajou ao Afeganistão "como um amigo" e agradeceu aos talebãs por "terem cumprido a promessa" de libertá-la.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.