Refém italiano pede ajuda a Berlusconi em vídeo

O grupo terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico divulgou hoje uma gravação do refém italiano Sergio Cicala, sequestrado em dezembro do ano passado no Mali junto a sua esposa , Filomene Kabouree, na qual exorta à "generosidade de Berlusconi" para salvar sua vida e a de sua mulher.

Efe,

28 de fevereiro de 2010 | 06h07

 

"Minha liberdade e a da minha esposa depende das concessões que o Governo fizer. Espero que o mais rápido possível o Governo se interesse por nós e, portanto, por nossas vidas", assegura Cicala na gravação com data do dia 24 de fevereiro e cuja veracidade não pôde ser comprovada. A Al Qaeda deu ao Governo italiano um prazo de 25 dias a partir de 4 de fevereiro, para que ponha em liberdade vários presos do grupo terrorista em troca da liberdade do casal italiano.

Tudo o que sabemos sobre:
sequestroAl QaedaSilvio Berlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.