Refém japonês é morto no Iraque

Um civil japonês, tomado como refém por terroristas no Iraque, foi morto, informa a agência de notícias Kyodo, citando fontes do governo. Extremistas islâmicos haviam ameaçado matar Shosei Koda se o governo japonês não retirasse suas tropas do Iraque em 48 horas. O premier Junichiro Koizumi rejeitou a exigência. A Kyodo diz que um corpo foi encontrado na cidade iraquiana de Tikrit e identificado como Koda.

Agencia Estado,

29 Outubro 2004 | 15h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.