Reféns austríacos são soltos após meses no Saara

Dois reféns austríacos mantidos durante meses como reféns de militantes islâmicos foram libertados e estão em poder das autoridades do Mali, disseram autoridades na sexta-feira. Andrea Kloiber, então com 43 anos, e Wolfgang Ebner, de 51, desapareceram em fevereiro quando passavam férias na Tunísia. Acredita-se que eles tenham sido mantidos em algum lugar remoto do Mali pela Al Qaeda norte-africana. "O enviado especial Anton Prohaska me disse hoje que Wolfgang Ebner e Andrea Kloiber foram libertados ontem à noite, após 252 dias", disse a ministra austríaca de Relações Exteriores, Ursula Plassnik, em nota. "Estão ambos sob proteção do Exército do Mali, a caminho da capital, Bamako." A ministra disse ter dado pessoalmente a notícia a parentes da dupla em Salzburg, e ela própria embarcou em seguida em um vôo fretado para o Mali, segundo a agência de notícias local APA. Uma autoridade malinesa disse que os Ebner e Kloiber deixaram a localidade de Douentza em bom estado de saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.