Reféns franceses são soltos na Nigéria, afirma TV de Paris

Família foi sequestrada durante passeio turístico em Camarões, em região onde atuam grupos radicais islâmicos

PARIS, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2013 | 02h04

Sete reféns franceses sequestrados em Camarões foram encontrados com vida ontem em uma casa no norte da Nigéria e estão agora sob o cuidado de autoridades nigerianas. A informação foi revelada por uma emissora de TV francesa.

Os reféns, quatro crianças e três adultos, foram capturados por militantes islâmicos esta semana durante uma excursão turística ao Parque Nacional de Waza, perto da fronteira da Nigéria com Camarões. As circunstâncias do ataque, no entanto, ainda não estão claras.

Foi o primeiro caso de estrangeiros sequestrados no norte de Camarões, ex-colônia francesa. A região é considerada perigosa por estar dentro do raio de ação dos grupos ultrarradicais islâmicos Boko Haram e Ansaru, que lutam pela instauração de um califado na região.

"Os reféns estão sãos e salvos e estão nas mãos das autoridades nigerianas", disse um oficial do Exército de Camarões à rede francesa BFMTV. Cauteloso, o governo da França disse, pouco depois, que a informação não poderia ser confirmada oficialmente.

Uma fonte diplomática francesa disse que não haveria nenhum pronunciamento até que as autoridades francesas tivessem provas reais de que os reféns estão a salvo e sob a guarda de funcionários de Paris.

Mesmo nos bastidores, o governo francês não revela se foi pago um resgate pela família sequestrada no oeste africano. Segundo a doutrina adotada por Paris, uma confirmação é contraproducente pois, indiretamente, estimularia novos sequestros de cidadãos franceses. O Boko Haram, conhecido como "Taleban da Nigéria", não comentou a ação. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.