Reféns sul-coreanos voltam para casa

Os 19 missionários cristãos sul-coreanos mantidos reféns durante seis semanas pelo Taleban desculparam-se ontem, após desembarcarem em Seul, pelos "problemas causados" ao governo. Eles foram seqüestrados em 19 de julho, quando o ônibus onde estavam foi interceptado próximo a Cabul, no Afeganistão. No sábado, um porta-voz da milícia assegurou que o Taleban recebeu US$ 20 milhões em troca da libertação do grupo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.