REUTERS/Russell Cheyne
REUTERS/Russell Cheyne

Referendo de independência da Escócia pode ficar mais distante após eleições britânicas

Premiê Nicola Sturgeon não descarta abandonar planos e disse que precisa de um tempo para refletir sobre as consequências da votação

O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2017 | 12h22

LONDRES - O sonho dos nacionalistas escoceses do Partido Nacional Escocês (SNP) de organizar um novo referendo sobre a independência do país se tornou mais difícil após as eleições legislativas no Reino Unido, já que o partido da primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, sofreu enormes perdas.

Segundo os resultados definitivos nesta região, o SNP obteve 35 dos 59 assentos do Parlamento de Westminster alocados para a Escócia, ou seja, 21 a menos do que em 2015. Diante deste cenário, ela afirmou nesta sexta-feira, 9, que cogita abandonar os planos de um referendo pela independência do país. Segundo o jornal britânico The Guardian, Sturgeon disse que precisa de tempo para refletir sobre as consequências da votação, na qual seu número dois, Angus Robertson, foi derrotado.

O SNP continua sendo a terceira maior força política a nível nacional e a primeira na Escócia. Mas o contraste é impressionante em relação às eleições anteriores.

Quando em posição de força, Sturgeon exigiu a organização de um novo referendo sobre a independência da Escócia após o voto pelo Brexit - saída britânica da União Europeia (UE), mesmo sabendo que 62% dos escoceses rejeitavam a ideia.

Agora, "desapontada", a líder dos nacionalistas reconheceu que "a questão de um referendo sobre a independência obviamente seria afetada pelos resultados eleitorais". "Vamos ouvir os eleitores e pensar muito cuidadosamente sobre a melhor maneira de fazer a Escócia avançar", acrescentou em Edimburgo, sem selar o destino do seu projeto de consulta popular, apelidado de "Indyref2" (2.º referendo sobre a independência).

Veja abaixo: May vai negociar Brexit em uma ‘posição enfraquecida’

Mas, para os meios de comunicação, especialistas e opositores políticos, os resultados das legislativas de quinta-feira freiam suas ambições. "O projeto do SNP de um segundo referendo sobre a independência sofreu um grande revés", em razão do forte declínio do partido nas legislativas, comentou o jornal Herald Scotland.

Este desempenho é "um desastre" para o Partido Nacional Escocês, ressaltou o professor Iain Begg, da London School of Economics. "Esta é uma notícia muito ruim para ele e para a ambição de Nicola Sturgeon de convocar um segundo referendo.” / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.