Referendos testam apoio a Berlusconi

No primeiro de dois dias de votações, os italianos foram ontem às urnas para se manifestar sobre a retomada da produção de energia nuclear e a gestão de água. A consulta inclui também um tema que testa o apoio ao primeiro-ministro Sílvio Berlusconi: a lei de legítimo impedimento, de que o político se vale para atrasar o julgamento de seus processos pendentes. Para ser válido, o plebiscito requer comparecimento às urnas de 50% dos eleitores, mais um.

, O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.