Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Reforço militar australiano chega ao Timor Leste

Tropas vão garantir a segurança do país após atentados contra presidente e primeiro-ministro

Efe,

12 de fevereiro de 2008 | 02h42

As primeiras tropas de reforço australianas começaram a chegar nesta terça-feira, 12, ao Timor Leste para garantir a segurança após os atentados desta segunda-feira (horário local) contra o presidente, José Ramos Horta, e o primeiro-ministro, Xanana Gusmão. Veja também: Presidente do Timor será submetido a 3ª cirurgia após atentado A crise no Timor Leste  Desembarcaram no porto de Díli 120 soldados e 70 policiais que viajaram a bordo da fragata HMAS Perth, cuja tripulação de aproximadamente 170 membros também se unirá aos quase 900 efetivos australianos já desdobrados no país, informou a rádio ABC. Outra embarcação está a caminho para levar mais forças da Austrália ao Timor, onde reina a calma depois da declaração de 48 horas de estado de emergência e da forte chuva. A população local teme uma reação violenta dos seguidores de Alfredo Reinado, o comandante rebelde que morreu no ataque contra Ramos Horta. O primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, anunciou nesta segunda-feira que visitará o Timor Leste antes do fim desta semana. Austrália e Nova Zelândia lideram junto com as Nações Unidas as forças internacionais de paz no país, estabelecidas após a onda de violência de meados de 2006 instigada pelo próprio Reinado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.