Reforma agrária chegará a 2,2 mi de hectares, diz Chávez

Nas próximas semanas, o governo da Venezuela pretende atingir a marca de 2,2 milhões de terras desapropriadas dentro do programa de reforma agrária do presidente Hugo Chávez.O anúncio foi feito por Chávez no domingo em seu programa de rádio e TV Alô, presidente. O governo tem promovido ações de "propriedade coletiva" como parte do "movimento em direção ao socialismo", nas palavras de Chávez.O presidente anunciou a desapropriação de 330 mil hectares de terras em 16 fazendas no domingo. ´Sair do subdesenvolvimento´"A partir de hoje (domingo) isso vira propriedade social para satisfazer as necessidades do povo", afirmou Chávez, que transmitiu seu programa de uma das fazendas desapropriadas, no Estado de Barinas. "Como pode o país sair do subdesenvolvimento se nós não podemos trabalhar nessas terras?" Para atingir a marca de 2,2 milhões de hectares, Chávez prometeu incorporar outras 13 fazendas à reforma agrária nas próximas semanas.O presidente venezuelano disse que a terra será usada para produção de gado. Nos últimos cinco anos, quase 2 milhões de hectares de terras foram desapropriados pelo governo, depois de terem sido declarados improdutivos ou por falta de documentos dos proprietários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.