Reforma de Monti precisa ser mantida, diz alemão

Michael Grosse-Broemer, alto legislador alemão e membro do partido União Cristã Democrática (CDU), da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pediu nesta terça-feira que a Itália forme rapidamente um governo e continue o programa de reforma estabelecido pelo ex-primeiro-ministro Mario Monti. "O curso da reforma de Monti precisa ser mantido", afirmou Grosse-Broemer, que é chefe da ala parlamentar do CDU. Um governo "capaz de ação" precisa ser formado, acrescentou.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 09h02

Os comentários foram feitos um dia depois de o eleitor italiano rejeitar firmemente as políticas de austeridade de Monti nas eleições nacionais. Os resultados apontaram que nenhum partido político conquistou uma vitória clara nas eleições. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaEleçõesAlemanhaMonti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.