. / AFP PHOTO / DELIL SOULEIMAN
. / AFP PHOTO / DELIL SOULEIMAN

Refugiada síria grávida e bebê de dez meses são mortos na Turquia

Dois homens foram presos e admitiram tê-la estuprado e matado em matagal no norte do país

O Estado de S.Paulo

07 Julho 2017 | 12h40

ANCARA - Uma refugiada síria grávida de nove meses foi estuprada e morta  junto a seu filho de 10 meses no norte da Turquia, informou a imprensa local nesta sexta-feira, 7.

A mulher e seu filho foram arrastados para uma área de matagal por dois homens que admitiram tê-la estuprado, segundo a agência Dogan.

A agência diz ainda que a vítima, 20 anos, ia dar à luz nesta sexta-feira, segundo agendado em um hospital. Os dois suspeitos - um deles casado e pai de família - foram presos e admitiram os fatos.

Eles trabalham na mesma fábrica em que o marido da vítima é funcionário e tiveram uma briga com ele há alguns dias.

A família síria chegou à Turquia no ano passado, fugindo do conflito na Síria.

Nos últimos dias, as redes sociais turcas compartilham mensagens contra os sírios, com hashtags exigindo que voltem para casa. A Turquia acolhe 3 milhões de refugiados sírios. /AFP

Mais conteúdo sobre:
SíriaTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.