Refugiados são retirados de igreja francesa

A polícia francesa desalojou nesta quinta-feira cerca de uma centena de iraquianos e afegãos que haviam buscado refúgio em uma igreja na cidade portuária de Calais, próxima ao Canal da Mancha, pondo fim a um cerco de cinco dias. Os policiais entraram na igreja Saint Pierre-Saint Paul por volta das 17h00 (hora local) e escoltaram os refugiados até quatro ônibus que os esperavam do lado de fora. Foi oferecida aos refugiados a possibilidade de solicitarem asilo político na França, e 76 deles aceitaram a sugestão, segundo a Prefeitura de Pas de Calais. Segundo funcionários municipais, a desocupação da igreja ocorreu "sem incidentes". Os refugiados haviam tentado chegar à Grã-Bretanha através do túnel sob o Canal da Mancha. Como o albergue da Cruz Vermelha existente nas imediações foi fechado em 5 de novembro, o grupo foi alojado na igreja, negando-se a abandoná-la.Na terça-feira, as autoridades exigiram que o grupo deixasse a igreja sob a ameaça de expulsá- los dali dentro de 24 horas. Na quarta-feira, alguns refugiados haviam ameaçado suicidar-se se fossem retirados à força. "Procuramos evitar ao máximo recorrer à violência", disse Prefeitura, em uma declaração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.