Burhan Ozbilici/AP
Burhan Ozbilici/AP

Refugiados sírios superam 1,5 milhão, diz ONU

Número real deve ser maior porque contagem é apenas de registrados em grupos humanitários

Agência Estado

17 de maio de 2013 | 10h13

Mais de 1,5 milhão de sírios fugiram de sua terra natal, informou a agência de refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira, lembrando que o número real deve ser bem maior, já que a contagem reflete apenas os que se registraram junto a grupos humanitários.

Dan McNorton, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (UNHCR na sigla em inglês), disse aos jornalistas que cerca de 250 mil sírios são registrados a cada mês.

"Os refugiados nos dizem que o aumento dos confrontos e a troca de controle das cidades e vilas, particularmente em áreas de conflito, resultam em mais e mais civis decidindo partir", declarou McNorton.

"Nos últimos quatro meses temos visto uma rápida deterioração na comparação com os 20 meses anteriores do conflito", disse ele. McNorton destacou que o número real de fugitivos deve ser muito maior do que 1,5 milhão. "Isso acontece por causa das preocupações que alguns sírios têm em relação ao registro", afirmou, explicando que há rumores que circulam entre os exilados a respeito de supostos riscos à segurança relacionados ao registro como refugiado.

Ele disse que as agências humanitárias trabalham para incentivar essas pessoas a se registrarem para que, dessa forma, possam receber ajuda oficial, já que o Alto Comissariado luta para cuidar do crescente número de pessoas e suas necessidades.

"Há um crescente abismo entre as necessidades e os recursos disponíveis, o que representa um desafio cada vez maior", disse ele. "O UNHCR continua a responder às necessidades emergenciais daqueles em necessidade desesperadora no interior da Síria e em países vizinhos", acrescentou.

A maior parte dos refugiados foi para a Jordânia, onde há 474 mil registrados ou aguardando registro, e para o Líbano, onde são mais de 470 mil. Cerca de 347 mil estão na Turquia e mais de 147 mil no Iraque. Segundo dados mais recentes do UNHCR, cerca de 67 mil estão refugiados no Egito.

Além dessas pessoas, a ONU afirma que há mais de 4,25 milhões desalojados dentro da própria Síria. Isso significa que mais de um quarto da população síria antes da guerra, que era de 22,5 milhões, foi forçada a deixar suas casas desde o início do conflito. O número de mortos já ultrapassou os 90 mil, segundo a ONU. / DOW JONES

Tudo o que sabemos sobre:
Síriarefugiados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.