Região é rica em recursos naturais

A história do Tibete e sua importância estratégica - compartilhando fronteiras com a Índia, Nepal, Butão e Mianmar - fazem com que a manutenção da segurança e da estabilidade na remota região do Himalaia tenha uma prioridade maior do que o restante das províncias chinesas.A área é de vital importância geográfica para a China, pois liga o país ao sul e ao centro da Ásia, além de ser rica em recursos naturais. O Tibete é conhecido como "a torre de água da Ásia", e é crucial para o abastecimento da China. A maior reserva de cobre da China também está lá. Acredita-se que a região tem grandes reservas de petróleo e gás natural, mas sua altitude torna a exploração dos recursos cara e perigosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.