Regime rejeita plano de envio de tropas do Catar

A chancelaria síria rejeitou ontem "qualquer" plano para o envio de tropas árabes para o país. O emir do Catar, o xeque Hamad bin Khalifa al-Thani, disse no domingo que tropas árabes poderiam ser mandadas para a Síria para encerrar a violência contra manifestantes pró-democracia, que já dura dez meses. As declarações foram as primeiras de um líder árabe em defesa de uma intervenção militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.