Regime sírio ataca região nos arredores de Damasco

As forças de segurança do regime sírio atacaram áreas rebeldes próximas a Damasco na quinta-feira, incluindo os locais onde supostas armas químicas teriam sido usadas um dia antes, de acordo com informações do Observatório Sírio para Direitos Humanos.

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2013 | 08h21

Os ataques aéreos e bombardeios parecem ser parte de uma ofensiva do Exército para tirar os rebeldes de pontos estratégicos nos arredores da capital, disseram ativistas. "os aviões conduziram vários ataques nesta manhã em Khan al-Sheikh e Zamalka, ferindo várias pessoas" e provocando violentos confrontos.

O grupo disse que outras áreas ao redor da capital também foram submetidas a bombardeios aéreos, incluindo Moadamiyet al-Sham, Daraya e Irbin.

Zamalka, a leste de Damasco, e Moadamiyet al-Sham, no sudoeste, têm permanecido fora do controle do Exército há algum tempo e estavam entre os alvos de um suposto ataque químico dos militares na quarta-feira.

O principal grupo de oposição sírio afirma que 1.300 pessoas foram mortas no ataque. O governo negou veementemente o uso de armas químicas, já os membros do Conselho de Segurança da ONU estão buscando "clareza" sobre as acusações. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
síriaarmas químicasviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.