Regimento do príncipe Harry poderá ser enviado ao Iraque

O ministro da Defesa do Reino Unido, Des Browne, deve informar nesta quinta-feira, 22, ao Parlamento quais as unidades que serão postadas no Iraque em abril, entre as quais poderia figurar o regimento do príncipe Harry, o filho mais novo do príncipe Charles.O primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, informou na quarta-feira à Câmara dos Comuns a retirada nos próximos meses de 1.600 dos 7.100 soldados que o Reino Unido tem no país.Em caso de confirmação, o príncipe Harry, terceiro na linha de sucessão ao trono, seria o primeiro membro importante da Família Real britânica a servir na frente de batalha desde 1982, quando um de seus tios, o príncipe Andrew, pilotou um helicóptero na Guerra das Malvinas.O envio de novas unidades ao Iraque faz parte do rodízio de tropas britânicas. O "Blues and Royals", o regimento do príncipe Harry, pode estar na lista.O Ministério da Defesa, a residência oficial do primeiro-ministro e a residência oficial do príncipe de Gales se recusaram confirmar as informações jornalísticas de que Harry, de 22 anos, será enviado ao Iraque.O príncipe, formado na elitista academia militar de Sandhurst, comentou em várias ocasiões seu desejo de servir na frente, causando inquietação sobre sua segurança e a de seus colegas.Segundo a imprensa britânica, o "Blues and Royals" será destacadopara Basra, no sul do Iraque, onde está a maior parte das tropas britânicas, para participar de missões de reconhecimento perto da fronteira com o Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.