Rehn diz que pode se candidatar a líder no Parlamento

O comissário de Assuntos Econômicos da União Europeia (UE), Olli Rehn, afirmou neste domingo que considera uma oferta para se candidatar a líder do grupo de centro-direita do Parlamento Europeu nas próximas eleições parlamentares. A declaração de um dos principais arquitetos da política de resgate da zona do euro aumenta os riscos de uma disputa iminente pela liderança do grupo antes das eleições parlamentares europeias, marcadas para maio de 2014.

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2013 | 20h40

"Estou pronto para considerar a candidatura do Grupo da Aliança dos Democratas e Liberais da Europa. Deve haver apoio", disse Rehn ao jornal finlandês Helsingin Sanomat. "Dentro do grupo, há uma discussão em vigência sobre o principal candidato para a próxima eleição do Parlamento Europeu. Eu estou interessado em ter mais responsabilidades com a Europa no futuro, se houver confiança suficiente no meu desempenho", acrescentou.

Segundo a publicação, o grupo de centro-direita deve se reunir em novembro para elaborar a sua lista de candidatos. O atual líder da bancada liberal do Parlamento, o ex-primeiro-ministro da Bélgica, Guy Verhofstadt, não tem planos de renunciar, e o ex-ministro de relações exteriores da Alemanha Guido Westerwelle também demonstraram interesse na posição. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
UEOlli Rehn

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.