Rei Albert II aceita renúncia de primeiro-ministro belga

O rei da Bélgica, Albert II, aceitou hoje a renúncia do primeiro-ministro Yves Leterme, que deixou o cargo na sexta-feira depois de ser acusado de influenciar a Justiça belga no plano de resgate do Banco Fortis. O rei pediu ao ex-premiê Wilfred Martens que tente formar um governo de transição. As eleições ocorrerão em junho. Desde 2007, a Bélgica vive uma crise política por causa da divisão política e cultural entre flamengos, de língua holandesa, e os valões, que falam francês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.