Rei da Jordânia não participará da Liga Árabe

O rei da Jordânia, Abdullah II, não participará da cúpula da Liga Árabe, que começa nesta quarta-feira na capital libanesa, anunciaram fontes oficiais. Abdullah será representado pelo primeiro-ministro, Ali Abu Raghed. O ministro da Relações Exteriores da Jordânia, Marwan Moasher, disse que as razões do rei não comparecer ao encontro não é político e não tem relação com a cúpula. "Os jordanianos apoiam totalmente a cúpula árabe assim como a iniciativa saudita pela paz no Oriente Médio que será discutida no encontro", afirmou Moasher. Fontes da Liga Árabe afirmaram que o presidente egípcio Hosni Mubarak e o rei Abdullah não participarão da cúpula por razões de segurança. Também não participarão do encontro os chefes de Estado do Egito, Líbia, Iraque, Arábia Saudita, Catar, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Omã, Sudão, Mauritânia e o líder da Autoridade Palestina, Yasser Arafat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.