Rei da Jordânia vai à Arábia Saudita discutir situação libanesa

O rei da Jordânia Abdullah II partiu neste domingo, 30, para a cidade saudita de Jidá, no oeste do país, para tratar com as autoridades sauditas das "repercussões" dos contínuos ataques israelenses contra o Líbano, segundo um comunicado oficial.O monarca deve se reunir com o rei Abdullah da Arábia Saudita para conversar sobre "as repercussões da crise que o Líbano enfrenta como resultado da contínua agressão israelense", diz a nota.Antes de iniciar a viagem, Abdullah condenou o "crime feio", como tachou o ataque aéreo israelense contra um prédio de três andares na cidade de Qana, no sul libanês, 56 civis morreram, entre estes várias crianças.Os 19 dias de ataques israelenses jádeixaram 750 mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.