Rei deposto do Afeganistão está doente

O rei deposto do Afeganistão, Zahir Shah, está doente, pela primeira vez desde que retornou a seu país após permanecer exilado durante 29 anos na Itália, informou hoje seu porta-voz em Cabul. O porta-voz Amin Sediq não deu detalhes sobre a enfermidade do monarca derrubado, que tem 87 anos, e que é esperado para inaugurar, em 10 de junho próximo, a Loya Jirga - a tradicional assembléia afegã que deverá eleger um novo governo para substituir o atual mandatário, Hamid Karzai.O estado de saúde de Zahir Shah obrigou-o a adiar uma viagem que havia programado realizar a várias partes do Afeganistão, para promover, junto a diversos grupos e tribos afegãs, a reeleição de Karzai, acrescentou Sediq. Zahir Shah está sendo atendido por médicos afegãos e de outras nacionalidades em sua vila em Cabul, onde vive desde que retornou de Roma. Ao mesmo tempo, tropas dos EUA continuam sua operação de busca pela região noroeste da fronteira entre Afeganistão e Paquistão. Segundo a agência afegã AIP, centenas de militares americanos estão na área de Nangarhar, nos montes Shamshad perto de Torkham, para prevenir a infiltração de militantes talebans ou da Al-Qaeda, depois que Islamabad anunciou estar considerando a hipótese de transferir suas tropas para a fronteira com a Índia. No sudoeste do país, a agência para refugiados das Nações Unidas anunciou a suspensão temporária de suas operações junto à cidade de Zaranj, devido à intensidade da luta entre facções tribais locais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.