Rei do Marrocos indulta 216 presos, entre eles 30 ativistas

O rei Muhammad IV do Marrocos indultou neste sábado 216 presos do Saara Ocidental, entre eles 30 ativistas detidos durante manifestações pela independência desse território realizadas em maio e junho de 2005, informou um comunicado do Ministério da Justiça anunciou a medida, embora sem divulgar a identidade dos indultados. Ali Salem Tamek, um dos ativistas mais conhecidos do Saara Ocidental; Ahmad Hammad, líder da Associação Saariana de Vítimas de Violações Graves dos Direitos Humanos; e Mohamed Mutauakil, membro do conselho da Associação Marroquina de Direitos Humanos, também estão entre os libertados. Estes ativistas - considerados a "cúpula" dos independentistas no território do Saara Ocidental, junto com outros 11 dirigentes - foram acusados de "incitação à organização de manifestações violentas" e foram condenados pelo tribunal de Primeira Instância de El Aaiun em 14 de dezembro a penas que variam de 6 meses a 3 anos de prisão. Os outros 16 presos - também considerados ativistas do Saara Ocidental - foram detidos entre maio e julho de 2005, por causa das manifestações independentistas que começaram em maio em El Aaiun e em outras cidades da região. Essa medida de indulto foi tomada ao final de uma visita de seis dias feita pelo rei Muhammad IV ao território, durante a qual nomeou os membros do Conselho Consultivo Real para os Assuntos Saarianos, constituído por líderes de tribos e representantes eleitos do Saara Ocidental. O Conselho Consultivo Real para os Assuntos Saarianos será formado por 140 membros, sob a Presidência de Khali Hanna Ould Rachid, que após a anexação do Saara Ocidental pelo Marrocos em 1975 foi nomeado secretário de Estado pelo então monarca Hassan II. Em sua terceira visita ao Saara em seus quase sete anos de reinado, após as que fez em novembro de 2001 e em março de 2002, Muhammad IV inaugurou diversos projetos de desenvolvimento relacionados principalmente ao fornecimento de água potável e à pesca.

Agencia Estado,

25 Março 2006 | 15h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.