Rei Sihanouk morre aos 89 anos em Pequim

O rei do Camboja, Norodom Sihanouk, morreu de ataque cardíaco no domingo aos 89 anos em Pequim, na China. Sihanouk governou o país entre 1941 e 1955, durante o fim do período colonial francês, e mais tarde entre 1993 e 2004, após o fim do regime genocida do Khmer Vermelho. Desde janeiro, Sihanouk vivia em Pequim, onde recebia tratamento médico para várias doenças. Em 2004, Sihanouk abdicou da monarquia por problemas de saúde e foi sucedido por seu filho Norodom Sihamoni.

O Estado de S.Paulo

16 de outubro de 2012 | 08h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.