Reino Unido amplia medidas contra gripe suína

Com a confirmação de mais três casos de gripe suína no Reino Unido, o governo decidiu tomar medidas adicionais para controlar a doença. O primeiro-ministro Gordon Brown afirmou hoje, na Câmara dos Comuns, que o país vai elevar o estoque de antivirais de 35 milhões de doses para 50 milhões, além de comprar mais máscaras faciais. O monitoramento de passageiros que chegam nos aeroportos será reforçado e Brown reiterou a recomendação de que as viagens para o México sejam evitadas. O governo também está preparando folhetos informativos sobre a gripe suína que serão distribuídos para a população. "Até terça-feira, haverá um folheto para cada família no Reino Unido", disse.

DANIELA MILANESE, Agencia Estado

29 de abril de 2009 | 10h24

Ele confirmou o surgimento de três novas ocorrências no Reino Unido, todas na Inglaterra, que se somam a outras duas na Escócia. Uma menina de 12 anos foi infectada em Torbay, no sudoeste da Inglaterra. A escola que ela frequenta foi fechada temporariamente e os colegas também estão recebendo antivirais. Os outros casos são de adultos em Londres e Birmingham. Segundo Brown, todos apresentaram sintomas leves e se recuperam bem. Os cinco infectados no país retornaram recentemente de viagens ao México.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaReino UnidosGordon Brown

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.