Reino Unido confirma caso de gripe aviária

O Reino Unido confirmou um caso de gripe aviária em uma criação de patos no país, o primeiro desde 2008. Autoridades afirmaram que foram tomadas medidas para controlar o surto e que cientistas estão trabalhando para identificar a variedade do vírus. Eles descartaram que seja H5N1, variedade da doença que pode ser fatal para humanos.

Estadão Conteúdo

17 Novembro 2014 | 18h14

O risco para a saúde pública é "extremamente baixo", afirmou o porta-voz do Departamento de Meio Ambiente, Alimentos e Assunto Rurais britânico (DEFRA, na sigla em inglês).

O vírus foi encontrado em uma fazenda próxima ao vilarejo de Nafferton, no norte da Inglaterra. Um veterinário local alertou sobre o assunto na sexta-feira, levando especialistas em saúde animal a isolarem a área e sacrificarem todos as seis mil aves da fazenda.

O oficial chefe de Veterinária no Reino Unido, Nigel Gibbens, afirmou que o caso provavelmente está relacionado aos recentes surtos na Holanda e na Alemanha. Aves selvagens ou gaiolas usadas para transportes de animais podem ter levado o vírus ao território britânico.

Na Holanda, o governo proibiu o transporte de aves e ovos no país após detectar surto de gripe aviária em uma granja. No domingo, o ministério de Assuntos Econômicos afirmou que a doença foi identificada como uma linhagem altamente contagiosa do vírus H5N8, detectado também na Alemanha no início de novembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Reino Unidogripe aviária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.