Reino Unido detém mais um suspeito de participação em plano terrorista

Um novo suspeito acusado de participar na suposta conspiração para explodir aviões em pleno vôo entre o Reino Unido e os Estados Unidos foi detido nesta terça-feira, informou a Scotland Yard.O suposto terrorista, sobre o qual não foram divulgados detalhes, foi detido na região de Thames Valley, nas proximidades de Londres. Com a prisão, o total de detidos supostamente envolvidos no complô sobe para 24. A Scotland Yard acrescentou que foram feitas 46 revistas em domicílios particulares e imóveis comerciais de Londres e na região de West Midlands (centro da Inglaterra) e Thames Valley. Dois cibercafés também foram investigados, e armas foram encontradas em uma mata próxima a área em que alguns dos suspeitos foram presos.Um total de 20 veículos também foi inspecionado. A Scotland Yard se negou a informar o que foi achado no interior dos automóveis.A Polícia interroga 23 suspeitos - todos britânicos e a maioria de origem paquistanesa - detidos na quinta-feira passada por envolvimento em um suposto plano terrorista para explodir em pleno vôo, provavelmente com explosivos líquidos escondidos na bagagem de mão, até dez aviões que partiriam do Reino Unido rumo aos EUA.Um 24º indivíduo detido na mesma operação policial foi posto em liberdade na sexta-feira passada sem enfrentar qualquer acusação.Segundo a lei antiterrorista britânica, as autoridades têm um máximo de 28 dias, desde o momento da detenção, para poder interrogar os suspeitos.Na segunda-feira, o Governo britânico reduziu o nível de alerta de ameaça terrorista no Reino Unido de "crítico" (ataque iminente) para "severo" (ataque altamente provável). Também suavizou os estritos controles de segurança decretados nos aeroportos.Com a diminuição do nível de alerta, o Governo também levantou a proibição de os passageiros entrarem nos aviões com bagagem de mão. A partir desta terça-feira, os passageiros que partem do Reino Unido podem levar a bordo das aeronaves uma única bolsa de mão de tamanho médio, mas não será permitido nenhum tipo de líquido, exceto fármacos com receita e leite infantil.A estritas medidas de segurança impostas no Reino Unido na quinta-feira passada provocara um enorme caos e confusão nos aeroportos britânicos e, por conseguinte, em outros aeroportos europeus, embora a normalidade seja recuperada pouco a pouco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.