REUTERS/Ben Birchall/Pool
REUTERS/Ben Birchall/Pool

Reino Unido diz que ativará artigo para abandonar UE no momento certo

Ministro britânico de Finanças garantiu que economia do país está ‘preparada’ para enfrentar os desafios que virão com o Brexit

O Estado de S. Paulo

27 Junho 2016 | 09h03

LONDRES - O ministro britânico de Finanças, George Osborne, afirmou nesta segunda-feira, 27, que o Reino Unido só pretende ativar o artigo 50 para abandonar a União Europeia (UE) no momento certo e destacou que a economia britânica está preparada para enfrentar o Brexit.

"Apenas o Reino Unido pode ativar o artigo 50. Na minha opinião, devemos fazer isto quando tivermos uma visão clara dos novos acordos com nossos vizinhos europeus", declarou Osborne na sede do Tesouro britânico.

A economia britânica, completou, "está preparada para enfrentar o que nos reserva o destino". Osborne trabalhou durante a campanha para que os britânicos votassem a favor da permanência no bloco europeu, mas não teve êxito.

A ativação do artigo 50 do Tratado de Lisboa, por meio do qual um Estado membro da UE inicia o processo de saída do bloco, não acontecerá até que o Reino Unido tenha um novo primeiro-ministro, advertiu Osborne.

Poucas horas depois do resultado do histórico referendo sobre a saída da UE, o primeiro-ministro David Cameron apresentou sua renúncia, mas advertiu que a medida apenas seria efetiva com a escolha de um novo líder pelo Partido Conservador, que deve assumir o posto de chefe de Governo. Essa decisão só deve acontecer no início de outubro.

Após seis anos de política conservadora, a economia britânica está em uma situação positiva, com bancos capitalizados e um déficit orçamentário reduzido, destacou Osborne. A coordenação é constante entre o governo, o banco central e as autoridades dos outros países do G7 para limitar a volatilidade nos mercados. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.