Reino Unido envia carta para a embaixada do Equador

O ministério de Relações Exteriores do Reino Unido afirmou nesta sexta-feira que enviou uma carta para a embaixada equatoriana onde Julian Assange, fundador e ex-editor-chefe do Wikileaks, está escondido para evitar extradição para a Suécia. O ministério não quis falar sobre o conteúdo da missiva, que foi entregue na quinta-feira.

AE, Agência Estado

24 de agosto de 2012 | 10h09

O presidente do Equador, Rafael Correa, concedeu asilo para Assange na semana passada. Mas enquanto permanece fora do alcance das autoridades britânicas dentro da embaixada, ele também não tem passagem livre sair do país e chegar ao Equador. O Reino Unido insiste que se Assange sair do local será detido e enviado para a Suécia, onde é procurado devido a alegações de estupro.

O impasse tem potencial de se arrastar por semanas, meses e até anos. A imprensa mundial vem acompanhando cada passo desse imbróglio cada vez mais complicado. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoEquadorAssange

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.