Reino Unido fecha embaixada na Líbia

O Ministério do Exterior do Reino Unido informou hoje que temporariamente suspendeu suas operações na embaixada em Trípoli diante do agravamento da situação política no país. O ministério informou que os empregados da embaixada deixaram o país. Alguns saíram do país em um avião fretado pelo governo britânico. O governo turco deverá temporariamente representar os interesses britânicos na Líbia. O cônsul britânico Lauren Johnstone permanecerá em Trípoli.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2011 | 16h26

A República Tcheca pediu hoje que seus cidadãos deixem a Líbia e disse que irá fechar sua embaixada na capital Trípoli à medida que aumenta a violência no país do norte da África. "A segurança na Líbia está confusa, especialmente na capital Trípoli onde a situação está gradualmente piorando", o governo escreveu em seu website.

O governo afirma que o pedido para que os cidadãos tchecos deixem a Líbia é "para sua própria segurança". A Eslováquia, vizinha da República Tcheca, também informou que temporariamente fechou sua embaixada e resgatou seus empregados. Com informações da Dow Jones e Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.