Reino Unido investiga incêndio em Dreamliner 787

Um órgão governamental britânico está conduzindo a investigação sobre o incêndio ocorrido ontem em uma aeronave vazia Dreamliner 787 no aeroporto de Heathrow, em Londres. O incidente desencadeou uma renovada preocupação sobre o mais novo modelo da Boeing.

Agência Estado

13 de julho de 2013 | 12h14

A Divisão de Investigação de Acidentes Aéreos, que faz parte do Departamento de Transporte, disse que a aeronave da companhia Ethiopian Airlines foi transferida para um hangar de segurança em Heathrow neste sábado para que a equipe de investigação pudesse tentar descobrir as causas do incêndio ocorrido nesta sexta-feira.

O incidente não deixou ninguém ferido porque não havia pessoas a bordo, mas o incêndio provocou a interrupção das atividades por quase um hora.

Outros órgãos envolvidos na investigação incluem o Conselho Nacional de Segurança de Transporte e a Administração Federal de Aviação dos EUA, a Boeing e a Ethiopian Airlines. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.