Reino Unido pode começar a retirar tropas do Afeganistão em 2011

Operação, porém, vai depender das condições de segurança no país asiático

Efe,

21 de julho de 2010 | 07h36

LONDRES - O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, acredita que o Reino Unido pode começar a retirada de suas tropas do Afeganistão em 2011, embora esta decisão dependa "das condições no de segurança do país" asiático.

 

Em declarações à rede televisiva pública BBC desde Washington, Cameron respondeu desta maneira ao ser questionado se o Reino Unido seguiria os mesmos passos que o presidente dos EUA, Barack Obama, que falou em começar a retirada dos soldados de seu país em julho de 2011.

 

O primeiro-ministro se reuniu com Obama na última terça-feira, em encontro que abordou a situação no Afeganistão e o vazamento de petróleo no Golfo do México.

 

O começo da saída do país asiático "deveria estar baseado nas condições de segurança. Quanto mais rápido pudermos fazer a transição dos distritos e províncias ao controle afegão, mais rápido algumas forças poderão voltar para casa", explicou

 

"Não quero criar esperanças sobre isto, pois essa transição deveria estar baseada no progresso da situação de segurança. O que disse é que a população no Reino Unido deve entender que não vamos estar ali em cinco anos, em 2015, com tropas de combate ou alto número (de soldados), pois acho que é importante dar às pessoas uma data", especificou.

 

Na terça-feira, os participantes da conferência internacional sobre o Afeganistão, em Cabul, apoiaram um plano que permita às forças afegãs que assumam a segurança do país em 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoCameronReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.