REUTERS/Toby Melville
REUTERS/Toby Melville

Reino Unido prepara sistema de transportes para Brexit sem acordo

Introdução de tarifas e barreiras comerciais retardariam os elos de transporte do país com o continente

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2019 | 12h23

LONDRES - O governo do Reino Unido está testando como seu sistema rodoviário, ferroviário e hidroviário reagiria a um Brexit sem acordo com a União Europeia. Na manhã desta segunda-feira, 7, um comboio de caminhões foi de um aeroporto regional ao porto de Dover, no Canal da Mancha.

Se o acordo para retirada do Reino Unido do bloco não for concluído até 29 de março, uma saída abrupta entraria em vigor, com a introdução de tarifas e barreiras comerciais que retardariam os elos de transporte do país com o continente. A maior preocupação é com engarrafamentos gigantes em Dover, de onde saem trens e balsas para a França e a Bélgica, atrasando a entrega de alimentos e remédios para os britânicos. 

O Parlamento britânico deve retomar nesta semana o debate sobre o acordo proposta pela primeira-ministra Theresa May, criticado tanto pela oposição quanto por sua base de apoio. Não há evidências de que May tenha os votos necessários para aprová-lo na votação da próxima semana. Uma primeira votação em novembro foi adiada diante da provável derrota na Câmara dos Comuns

Diante da proximidade da votação e sem garantias de que o acordo será aprovado, o governo começou a preparar-se para os cenários mais duros. O ministro para o Brexit, Kwasi Kwarteng, disse no entanto que o foco ainda é vencer a votação. Mais de 200 parlamentares do governo e da oposição pediram a May que não leve em conta a possibilidade de um Brexit sem acordo.  

"Uma semana é muito tempo na política.Não sabemos como estão os números", disse ele a BBC. "Ainda temos tempo e a situação pode mudar. Tenho esperança de que vamos conseguir."/ AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.