Reino Unido retirará 10% de suas tropas no Iraque

O Reino Unido retirará cerca de 800 soldados do Iraque, 10% de suas forças no país, anunciou nesta segunda-feira ao Parlamento o ministro da Defesa britânico, John Reid.Essa retirada, que será finalizada em maio, se deve ao "contínuo progresso" das forças de segurança iraquianas, que já estão avaliadas em 235.000 efetivos, explicou Reid.No entanto, o ministro ressaltou que a redução dos efetivos britânicos não implicará em ceder às forças iraquianas a responsabilidade de garantir a segurança no país, onde a situação é "difícil e delicada"."Continuaremos no Iraque enquanto precisarem de nós, se nos quiserem e até que terminemos nosso trabalho", disse Reid, que insistiu em que as tropas britânicas fazem um trabalho magnífico que está tendo um progresso positivo no país árabe.O ministro anunciou que, nas próximas semanas, uma comissão formada por membros do governo iraquiano, comandantes militares e altos representantes da coalizão começarão a avaliar se há condições adequadas em algumas zonas do país para que as forças iraquianas assumam a segurança.Reid admitiu que, "em algumas áreas do Iraque, houve um aumento da violência sectária", mas não atribuiu a retirada militar a essa circunstância.Segundo ele, os rebeldes pretendem "minar a vontade das forças da coalizão de apoiar o Iraque, mas o povo iraquiano não será derrotado" pelo terrorismo.O Reino Unido, já teve 46 mil militares no Iraque durante os combates em março e abril de 2003 e já sofreu 103 baixas desde o começo da invasão. O contingente caiu para 18 mil em maio de 2004 e atualmente é de cerca de 8 mil, a maioria envolvida na "Operação Telic", na província meridional de Basra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.