Reivindicação de atentados contra Mumbai é falsa, diz polícia

A polícia indiana informou nesta quarta-feira que duas mensagens de correio eletrônico nas quais um pouco conhecido grupo islâmico reivindica a autoria dos atentados da semana passada contra os trens de Mumbai são falsas.O oficial de polícia que lidera a investigação dos atentados, K.P. Raghuvanshi, disse que os e-mails foram enviados por um menino da cidade de Bhopal, no sul da Índia. Raghuvanshi, porém, não entrou em detalhes sobre o rastreamento das mensagens nem sobre o menino.Os e-mails foram enviados no sábado e na terça-feira à emissora de televisão Aaj Tak. Num inglês precário, o menino identificava-se como porta-voz do grupo islâmico Lashkar-e-Qahhar, ou Exército do Terror.As mensagens diziam que o pouco conhecido grupo extremista assumia a autoria dos ataques que deixaram 207 mortos, mais de 800 feridos e que novos atentados seriam executados.As autoridades indianas acreditam que grupos fundamentalistas islâmicos estejam por trás dos atentados, mas ainda não sabem ao certo quais organizações ou indivíduos seriam os verdadeiros responsáveis.

Agencia Estado,

19 de julho de 2006 | 11h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.